12 de maio de 2006

Poema

Escrevi a palavra música
E ela fez-me pensar na minha vida.
Um conjunto de fás..., de mis..., de sis... e até de dós;
De notas, de claves, de tempos.
Tempos estes que nao duram mais que simples colcheias,
Inundadas de música até ao último compasso.
Sustenidos, bemóis...
Um ré e ate dois sóis.
Quando juntos uma música,
Separados simples notas,
Que dedilham a minha vida,
Que dedilham o meu ser,
Que dedilham o meu viver.


2 comentários:

Paulinha disse...

ó sim lembru-m deste poema... a menina tem ká um jeitinhu especial para falar d musika k até k a konhece ( e tu konhexes)... O poema é fabtáxtiku... adoru-t mt :) :P :D
Lembras-te " estou é a mãe da paulinha!"- a mãe da paula perguntou ( a minha mãe)... lembras-t ?

Paulinha disse...

JóJó, mt obigada por seres uma gand amiga... e obigada pelu 5 nu hi5! adoru-t :D